Logótipo PCS com as três letras P, C e S e a inscrição konferenztechnik.de

Quem são vocês? Trabalhamos para uma grande variedade de clientes e estamos familiarizados com as exigências, o zeitgeist e os desenvolvimentos do sector.

 

Prestamos serviços em todas as áreas da tecnologia de conferências e meios de comunicação e somos um dos líderes de mercado em tecnologia de interpretação simultânea e eventos multilingues.

Esforçamo-nos sempre por satisfazer as necessidades dos nossos clientes da melhor forma possível. A nossa abordagem justa e cooperativa é a garantia do êxito do seu projeto e a base estratégica do nosso sucesso a longo prazo.

 

Nós não mordemos. E não chateamos o –. Bem, às vezes chateamos. De vez em quando. Raramente. Quase nunca.

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Política de privacidade

A proteção dos seus dados pessoais é particularmente importante para nós. Por isso, processamos os seus dados exclusivamente com base nas disposições legais (Regulamento Geral de Proteção de Dados da UE, Lei Telemedia). Nesta política de privacidade, informamo-lo sobre os aspectos mais importantes do processamento de dados quando utiliza os nossos sítios Web.

I. Nome e endereço do responsável pelo tratamento

O responsável pelo tratamento, na aceção do Regulamento Geral de Proteção de Dados e de outras leis nacionais de proteção de dados dos Estados-Membros, bem como de outros regulamentos de proteção de dados, é o:

 

PCS Professional Conference Systems GmbH

Reisholzer Werftstraße 42

40589 Düsseldorf

Alemanha

 

Telefone: +49 211 7377980

correio eletrónico: duesseldorf@konferenztechnik.de

II. Nome e endereço do responsável pela proteção de dados

O responsável pela proteção de dados do responsável pelo tratamento é

Michael Pospiech

correio eletrónico: datenschutz@konferenztechnik.de

 

III Autoridade competente em matéria de proteção de dados

Comissário estatal para a proteção de dados e a liberdade de informação Renânia do Norte-Vestefália

Caixa postal 20 04 44

40102 Düsseldorf

Telefone: +49 211 38424-0

Fax: +49 211 38424-10

correio eletrónico: poststelle@ldi.nrw.de

IV. Informações gerais sobre o tratamento de dados

1. âmbito do tratamento de dados pessoais

Apenas processamos dados pessoais na medida em que tal seja necessário para a prestação de serviços, o fornecimento dos nossos conteúdos e a disponibilização de um sítio Web funcional. Regra geral, os dados pessoais só são processados com o consentimento do titular dos dados. Aplica-se uma exceção nos casos em que o consentimento prévio não pode ser obtido por razões factuais e o processamento dos dados é permitido por lei.

2. base jurídica para o tratamento de dados pessoais

Na medida em que obtemos o consentimento do titular dos dados para o processamento de dados pessoais, o Art. 6, parágrafo 1 lit. a do Regulamento Geral de Proteção de Dados da UE (RGPD) serve como base legal.

 

O Art. 6, parágrafo 1 lit. b do RGPD serve de base legal para o tratamento de dados pessoais necessários para o cumprimento de um contrato no qual a pessoa em causa é parte. Isto também se aplica a operações de processamento que são necessárias para a execução de medidas pré-contratuais.

 

Na medida em que o processamento de dados pessoais é necessário para cumprir uma obrigação legal a que a nossa empresa está sujeita, o Art. 6, parágrafo 1 lit. c do RGPD serve como base legal.

 

No caso de interesses vitais do titular dos dados ou de outra pessoa singular exigirem o tratamento de dados pessoais, o Art. 6, n.º 1, alínea d) do RGPD serve de base jurídica.

 

Se o processamento for necessário para salvaguardar um interesse legítimo da nossa empresa ou de um terceiro e se os interesses, direitos fundamentais e liberdades da pessoa em causa não se sobrepuserem ao interesse anterior, o Art. 6, n.º 1 lit. f do RGPD serve de base legal para o processamento.

3. apagamento de dados e duração do armazenamento

Os dados pessoais da pessoa em causa serão eliminados ou bloqueados logo que a finalidade da conservação deixe de se aplicar. Os dados também podem ser conservados se tal tiver sido previsto pelo legislador europeu ou nacional em regulamentos, leis ou outras disposições da UE a que o responsável pelo tratamento esteja sujeito. Os dados também serão bloqueados ou apagados se expirar um período de armazenamento prescrito pelas normas acima mencionadas, exceto se houver necessidade de armazenamento adicional dos dados para a conclusão ou cumprimento de um contrato.

4. subcontratantes e terceiros

Se os dados pessoais forem transferidos para terceiros ou subcontratantes, tal só ocorrerá com base numa autorização legal válida, numa obrigação legal, no consentimento direto da pessoa em causa ou nos interesses legítimos do responsável pelo tratamento.

 

Se os dados pessoais continuarem a ser transmitidos com base num contrato de processamento de encomendas, tal é feito com base no art. 28º do RGPD.

5. transferência para países terceiros

A transferência de dados para um país terceiro fora do EEE ou da UE é efectuada com base numa autorização legal válida, numa obrigação legal, no consentimento direto da pessoa em causa ou nos interesses legítimos do responsável pelo tratamento. A fim de cumprir um requisito mínimo legalmente prescrito para a proteção de dados, são tidas em conta garantias adequadas nos termos do Art. 44 e seguintes do RGPD. do RGPD. Trata-se, por exemplo, do "privacy shield" para os EUA.

V. Direitos da pessoa em causa

Se os seus dados pessoais forem processados, é um titular de dados na aceção do RGPD e tem os seguintes direitos em relação ao responsável pelo tratamento:

1. direito à informação

Se esse tratamento tiver sido efectuado, o utilizador pode solicitar as seguintes informações ao responsável pelo tratamento:

 

  1. as finalidades para as quais os dados pessoais são tratados;
  2. as categorias de dados pessoais que são tratados;
  3. os destinatários ou categorias de destinatários a quem os dados pessoais que lhe dizem respeito foram ou serão divulgados;
  4. a duração prevista da conservação dos dados pessoais que lhe dizem respeito ou, se não for possível obter informações específicas sobre esta matéria, os critérios para determinar o período de conservação;
  5. a existência de um direito de retificação ou de apagamento dos dados pessoais que lhe digam respeito, de um direito de limitação do tratamento pelo responsável pelo tratamento ou de um direito de oposição a esse tratamento;
  6. a existência de um direito de recurso a uma autoridade de controlo;
  7. todas as informações disponíveis sobre a origem dos dados, se os dados pessoais não forem recolhidos junto da pessoa em causa;
  8. a existência de decisões automatizadas, incluindo a definição de perfis, referidas nos n.ºs 1 e 4 do artigo 22.º do RGPD e, pelo menos nesses casos, informações significativas sobre a lógica envolvida, bem como a importância e as consequências previstas desse tratamento para a pessoa em causa.

 

O utilizador tem o direito de solicitar informações sobre se os dados pessoais que lhe dizem respeito são transferidos para um país terceiro ou para uma organização internacional. Neste contexto, pode pedir para ser informado sobre as salvaguardas adequadas, nos termos do artigo 46º do RGPD, relacionadas com a transferência.

2. direito de retificação

O utilizador tem direito a ser rectificado e/ou completado perante o responsável pelo tratamento se os dados pessoais tratados que lhe digam respeito estiverem incorrectos ou incompletos. O responsável pelo tratamento deve efetuar a correção sem demora.

3. direito à limitação do tratamento

Nas seguintes condições, o utilizador pode solicitar a limitação do tratamento dos seus dados pessoais:

 

  1. se contestar a exatidão dos dados pessoais que lhe dizem respeito, durante um período que permita ao responsável pelo tratamento verificar a exatidão dos dados pessoais;

  2. o tratamento é ilícito e o utilizador opõe-se ao apagamento dos dados pessoais e solicita a limitação da sua utilização;

  3. o responsável pelo tratamento já não precisar dos dados pessoais para fins de tratamento, mas estes sejam requeridos por si para efeitos de declaração, exercício ou defesa de um direito num processo judicial, ou

  4. se se tiver oposto ao tratamento nos termos do art. 21.º, n.º 1, do RGPD e ainda não for certo se os motivos legítimos do responsável pelo tratamento prevalecem sobre os seus motivos.

 

Se o tratamento dos dados pessoais que lhe dizem respeito tiver sido restringido, esses dados, com exceção da conservação, só serão tratados com o seu consentimento ou para a declaração, o exercício ou a defesa de um direito num processo judicial ou para a proteção dos direitos de outra pessoa singular ou colectiva ou por motivos de interesse público importante da União ou de um Estado-Membro.

 

Se a limitação do tratamento tiver sido restringida de acordo com as condições acima referidas, o utilizador será informado pelo responsável pelo tratamento antes de a restrição ser levantada.

4. direito de anulação

a) Obrigação de cancelamento

 

O utilizador tem o direito de obter do responsável pelo tratamento o apagamento dos dados pessoais que lhe digam respeito sem demora injustificada e o responsável pelo tratamento tem a obrigação de apagar os dados pessoais sem demora injustificada sempre que se aplique um dos seguintes motivos

 

  1. Os dados pessoais que lhe dizem respeito deixam de ser necessários para os fins para que foram recolhidos ou tratados.

  2. Revoga o seu consentimento no qual o tratamento se baseou, nos termos do art. 6.º, n.º 1, alínea a), ou do art. 9.º, n.º 2, alínea a), do RGPD, e não existe outro fundamento jurídico para o tratamento.

  3. O utilizador opõe-se ao tratamento nos termos do Art. 21 (1) do RGPD e não existem motivos legítimos prevalecentes para o tratamento, ou opõe-se ao tratamento nos termos do Art. 21 (2) do RGPD.

  4. Os dados pessoais que lhe dizem respeito foram objeto de um tratamento ilícito.

  5. O apagamento dos dados pessoais que lhe dizem respeito é necessário para cumprir uma obrigação legal ao abrigo do direito da União ou da legislação dos Estados-Membros a que o responsável pelo tratamento está sujeito.

  6. Os dados pessoais que lhe dizem respeito foram recolhidos em relação a serviços da sociedade da informação oferecidos de acordo com o Art. 8, n.º 1 do RGPD.

 

b) Informações a terceiros

 

Se o responsável pelo tratamento tiver tornado públicos os dados pessoais que lhe digam respeito e for obrigado a apagá-los nos termos do n.º 1 do artigo 17.º do RGPD, o responsável pelo tratamento, tendo em conta a tecnologia disponível e os custos da sua aplicação, deve tomar medidas razoáveis, incluindo de carácter técnico, para informar os responsáveis pelo tratamento dos dados pessoais de que o titular dos dados solicitou o apagamento, por esses responsáveis, de quaisquer ligações, cópias ou reproduções desses dados pessoais.

 

c) Excepções

 

O direito ao apagamento não existe se o tratamento for necessário

 

  1. exercer o direito à liberdade de expressão e de informação;

  2. para o cumprimento de uma obrigação jurídica que exija o tratamento por força do direito da União ou de um Estado-Membro a que o responsável pelo tratamento esteja sujeito, ou para o exercício de funções de interesse público ou o exercício da autoridade pública de que está investido o responsável pelo tratamento;

  3. por razões de interesse público no domínio da saúde pública, nos termos do art. 9.º, n.º 2, alíneas h) e i), e do art. 9.º, n.º 3, do RGPD;

  4. para fins de arquivo de interesse público, para fins de investigação científica ou histórica ou para fins estatísticos, em conformidade com o n.º 1 do artigo 89.º do RGPD, na medida em que o direito referido na alínea a) seja suscetível de tornar impossível ou prejudicar gravemente a realização dos objectivos desse tratamento, ou

  5. para efeitos de declaração, exercício ou defesa de acções judiciais.

5. direito à informação

Se tiver invocado o direito de retificação, apagamento ou limitação do tratamento contra o responsável pelo tratamento, este é obrigado a notificar todos os destinatários a quem os dados pessoais que lhe dizem respeito tenham sido divulgados dessa retificação ou apagamento dos dados ou da limitação do tratamento, a menos que tal se revele impossível ou implique um esforço desproporcionado.

 

O utilizador tem o direito de ser informado sobre estes destinatários pelo responsável pelo tratamento.

6. direito à portabilidade dos dados

O utilizador tem o direito de receber os dados pessoais que lhe digam respeito e que tenha fornecido ao responsável pelo tratamento, num formato estruturado, de uso corrente e de leitura ótica. Tem também o direito de transmitir esses dados a outro responsável pelo tratamento sem impedimento por parte do responsável ao qual os dados pessoais foram fornecidos, sempre que

 

  1. o tratamento baseia-se no consentimento nos termos do art. 6.º, n.º 1, alínea a) do RGPD ou do art. 9.º, n.º 2, alínea a) do RGPD ou num contrato nos termos do art. 6.º, n.º 1, alínea b) do RGPD e

  2. o tratamento é efectuado através de processos automatizados.

 

Ao exercer este direito, o utilizador tem igualmente o direito de solicitar que os dados pessoais que lhe dizem respeito sejam transmitidos diretamente de um responsável pelo tratamento para outro, sempre que tal seja tecnicamente possível. As liberdades e os direitos de outras pessoas não devem ser afectados por este facto.

 

O direito à portabilidade dos dados não se aplica ao tratamento de dados pessoais necessário para o desempenho de funções de interesse público ou para o exercício da autoridade pública de que está investido o responsável pelo tratamento.

7. direito de objeção

Tem o direito de se opor, por motivos relacionados com a sua situação particular, a qualquer momento, ao tratamento de dados pessoais que lhe digam respeito com base nas alíneas e) ou f) do n.º 1 do artigo 6.º do RGPD, incluindo a definição de perfis com base nessas disposições.

 

O responsável pelo tratamento deixará de tratar os dados pessoais que lhe digam respeito, exceto se demonstrar que existem razões imperiosas e legítimas para esse tratamento que prevaleçam sobre os seus interesses, direitos e liberdades ou para efeitos de declaração, exercício ou defesa de um direito num processo judicial.

 

Se os seus dados pessoais forem tratados para fins de marketing direto, tem o direito de se opor a qualquer momento ao tratamento dos seus dados pessoais para esse marketing, o que inclui a definição de perfis na medida em que esteja relacionada com esse marketing direto.

 

Se se opuser ao tratamento para fins de marketing direto, os dados pessoais que lhe dizem respeito deixarão de ser tratados para esses fins.

 

O utilizador tem a possibilidade de exercer o seu direito de oposição em relação à utilização dos serviços da sociedade da informação –, não obstante a Diretiva 2002/58/CE –, através de procedimentos automatizados que utilizam especificações técnicas.

 

O seu direito de oposição pode ser restringido na medida em que seja suscetível de tornar impossível ou prejudicar gravemente a realização dos objectivos de investigação ou estatísticos e a restrição seja necessária para o cumprimento dos objectivos de investigação ou estatísticos.

8. direito de revogar a declaração de consentimento nos termos da legislação sobre proteção de dados

O utilizador tem o direito de revogar a sua declaração de consentimento ao abrigo da lei de proteção de dados em qualquer altura. A retirada do consentimento não afecta a legalidade do tratamento baseado no consentimento anterior à sua retirada.

9. decisões automatizadas em casos individuais, incluindo a definição de perfis

Tem o direito de não ficar sujeito a uma decisão baseada exclusivamente no tratamento automatizado –, incluindo a definição de perfis –, que produza efeitos na sua esfera jurídica ou que o afecte significativamente de forma similar. Isto não se aplica se a decisão

 

  1. é necessário para a celebração ou o cumprimento de um contrato entre o utilizador e o responsável pelo tratamento,

  2. for autorizada pela legislação da União ou do Estado-Membro a que o responsável pelo tratamento está sujeito e que estabelece igualmente medidas adequadas para salvaguardar os seus direitos e liberdades e os seus interesses legítimos; ou

  3. com o seu consentimento expresso.

 

No entanto, estas decisões não se podem basear em categorias especiais de dados pessoais nos termos do art. 9.º, n.º 1 do RGPD, exceto se se aplicar o art. 9.º, n.º 2, alíneas a) ou g) do RGPD e se tiverem sido tomadas medidas adequadas para proteger os direitos e liberdades, bem como os seus interesses legítimos.

 

Nos casos referidos nos pontos (1) e (3), o responsável pelo tratamento de dados aplica medidas adequadas para salvaguardar os seus direitos e liberdades e interesses legítimos, pelo menos o direito de obter intervenção humana por parte do responsável pelo tratamento, de expressar o seu ponto de vista e de contestar a decisão.

10. direito de apresentar uma queixa a uma autoridade de controlo

Sem prejuízo de qualquer outra via de recurso administrativo ou judicial, tem o direito de apresentar queixa a uma autoridade de controlo, nomeadamente no Estado-Membro da sua residência habitual, do seu local de trabalho ou do local da alegada infração, se considerar que o tratamento dos dados pessoais que lhe dizem respeito viola o RGPD.

 

A autoridade de controlo junto da qual a queixa foi apresentada informa o queixoso do estado e do resultado da queixa, incluindo a possibilidade de recurso judicial nos termos do artigo 78.

VI Disponibilização do sítio Web e criação de ficheiros de registo

1. descrição e âmbito do tratamento de dados

Sempre que o nosso sítio Web é acedido, o nosso sistema recolhe automaticamente dados e informações do sistema informático do computador de acesso.

 

São recolhidos os seguintes dados:

 

  1. Informações sobre o tipo e a versão do navegador utilizado

  2. O sistema operativo do utilizador

  3. O endereço IP do utilizador

  4. Data e hora de acesso

 

Os dados também são armazenados nos ficheiros de registo do nosso sistema. Estes dados não são armazenados juntamente com outros dados pessoais do utilizador.

2. base jurídica do tratamento de dados

A base jurídica para o armazenamento temporário de dados e ficheiros de registo é o artigo 6.º, n.º 1, alínea f), do RGPD.

 

3. objetivo do tratamento de dados

O armazenamento temporário do endereço IP pelo sistema é necessário para permitir a entrega do sítio Web ao computador do utilizador. Para este efeito, o endereço IP do utilizador deve permanecer armazenado durante toda a sessão.

 

Os dados são armazenados em ficheiros de registo para garantir a funcionalidade do sítio Web. Também utilizamos os dados para otimizar o sítio Web e para garantir a segurança dos nossos sistemas informáticos. Neste contexto, os dados não são analisados para efeitos de marketing.

 

Estes objectivos também constituem o nosso interesse legítimo no processamento de dados, de acordo com o Art. 6, parágrafo 1 lit. f do RGPD.

4. Duração da armazenagem

Os dados são eliminados logo que deixem de ser necessários para cumprir a finalidade para a qual foram recolhidos. No caso da recolha de dados para a disponibilização do sítio Web, isto acontece quando a respectiva sessão tiver terminado.

 

Se os dados forem armazenados em ficheiros de registo, isso acontece, o mais tardar, após sete dias. É possível o armazenamento para além deste período. Neste caso, os endereços IP dos utilizadores são eliminados ou tornados anónimos, de modo a que já não seja possível identificar o cliente que está a aceder.

5. possibilidade de objeção e remoção

A recolha de dados para a disponibilização do sítio Web e o armazenamento de dados em ficheiros de registo é absolutamente necessária para o funcionamento do sítio Web. Por conseguinte, o utilizador não tem qualquer possibilidade de se opor.

 

VII Utilização de cookies

a) Descrição e âmbito do tratamento de dados

O nosso sítio Web utiliza cookies. Os cookies são ficheiros de texto que são armazenados no navegador de Internet ou pelo navegador de Internet no sistema informático do utilizador. Quando um utilizador acede a um sítio Web, pode ser armazenado um cookie no sistema operativo do utilizador. Este cookie contém uma cadeia de caracteres caraterística que permite identificar o browser de forma inequívoca quando o sítio Web é novamente acedido.

 

Utilizamos cookies para tornar o nosso sítio Web mais fácil de utilizar. Alguns elementos do nosso sítio Web exigem que o browser de acesso possa ser identificado mesmo após uma mudança de página.

 

Também utilizamos cookies no nosso sítio Web que nos permitem analisar o comportamento de navegação dos utilizadores.

 

Os dados do utilizador recolhidos desta forma são pseudonimizados por precauções técnicas. Por conseguinte, já não é possível atribuir os dados ao utilizador que os acede. Os dados não são armazenados juntamente com outros dados pessoais do utilizador.

 

Ao aceder ao nosso sítio Web, os utilizadores são informados por um banner informativo sobre a utilização de cookies para fins de análise e remetidos para esta política de privacidade. Neste contexto, existe também uma referência à forma como o armazenamento de cookies pode ser evitado nas definições do browser.

b) Base jurídica do tratamento de dados

A base legal para o processamento de dados pessoais utilizando cookies é o Art. 6, parágrafo 1 lit. f do RGPD.

 

A base legal para o processamento de dados pessoais utilizando cookies tecnicamente necessários é o Art. 6, parágrafo 1 lit. f do RGPD.

 

A base jurídica para o tratamento de dados pessoais através de cookies para fins de análise é o artigo 6.º, n.º 1, alínea a) do RGPD, se o utilizador tiver dado o seu consentimento para tal.

c) Objetivo do tratamento de dados

O objetivo da utilização de cookies de análise é melhorar a qualidade do nosso sítio Web e do seu conteúdo. Através dos cookies de análise, ficamos a saber como o sítio Web é utilizado e podemos assim otimizar constantemente a nossa oferta.

 

Estas finalidades também constituem o nosso interesse legítimo no tratamento de dados pessoais, de acordo com o Art. 6, n.º 1, alínea f) do RGPD.

d) Duração da armazenagem, objeção e opções de remoção

Os cookies são armazenados no computador do utilizador e transmitidos por este ao nosso sítio Web. Como utilizador, tem, portanto, controlo total sobre a utilização de cookies. Pode desativar ou restringir a transmissão de cookies alterando as definições do seu navegador de Internet. Os cookies que já foram guardados podem ser eliminados em qualquer altura. Isto também pode ser feito automaticamente. Se os cookies forem desactivados no nosso sítio Web, poderá deixar de ser possível utilizar todas as funções do sítio Web em toda a sua extensão.

e) Informações sobre os cookies utilizados e as opções de gestão

Na seguinte ligação encontrará informações sobre todos os cookies utilizados neste sítio Web. Pode também gerir as suas definições de cookies: www.konferenztechnik.de/cookie-richtlinie-eu/

VIII Contacto de e-mail

1. descrição e âmbito do tratamento de dados

É possível contactar-nos através dos endereços de correio eletrónico fornecidos. Neste caso, os dados pessoais do utilizador transmitidos com a mensagem de correio eletrónico serão armazenados.

 

Neste contexto, nenhum dado será transmitido a terceiros. Os dados são utilizados exclusivamente para o processamento da conversa.

2. base jurídica do tratamento de dados

A base legal para o processamento de dados transmitidos no decurso do envio de uma mensagem de correio eletrónico é o Art. 6, n.º 1, alínea f) do RGPD. Se o contacto por correio eletrónico se destinar à celebração de um contrato, a base jurídica adicional para o tratamento é o Art. 6, n.º 1, alínea b) do RGPD.

3. objetivo do tratamento de dados

Se o contacto for feito por correio eletrónico, tal constitui também o interesse legítimo necessário para o tratamento dos dados.

 

Os outros dados pessoais tratados durante o processo de envio são utilizados para evitar utilizações abusivas e para garantir a segurança dos nossos sistemas informáticos.

4. Duração da armazenagem

Os dados são eliminados logo que deixem de ser necessários para cumprir a finalidade para a qual foram recolhidos. No caso de dados pessoais enviados por correio eletrónico, isto acontece quando a respectiva conversa com o utilizador tiver terminado. A conversa termina quando se pode deduzir das circunstâncias que o assunto em questão foi esclarecido de forma conclusiva.

 

Os dados pessoais adicionais recolhidos durante o processo de envio serão eliminados após um período de sete dias, o mais tardar.

5. possibilidade de objeção e remoção

O utilizador tem a possibilidade de retirar o seu consentimento para o tratamento de dados pessoais em qualquer altura. Se o utilizador nos contactar por correio eletrónico, pode opor-se ao armazenamento dos seus dados pessoais em qualquer altura. Nesse caso, a conversa não pode ser prosseguida.

 

Para se opor, basta enviar-nos uma mensagem de correio eletrónico. Esta ação será executada o mais rapidamente possível. Neste caso, todos os dados pessoais armazenados durante o contacto connosco serão eliminados.

A. Utilização no contexto de programas ou plataformas de terceiros

IX. Tipos de letra do Google

Utilizamos o Google Fonts no nosso sítio Web para apresentar tipos de letra externos. Este é um serviço fornecido pela Google LLC, 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043, EUA, a seguir designada por "Google".

Através da certificação de acordo com o Escudo de Privacidade UE-EUA, a Google garante que os requisitos de proteção de dados da UE também são cumpridos no processamento de dados nos EUA.

Para permitir a apresentação de determinadas fontes no nosso sítio Web, é estabelecida uma ligação ao servidor Google nos EUA quando o nosso sítio Web é acedido.

 

A base legal é o Art. 6, parágrafo 1 lit. f) do RGPD. O nosso interesse legítimo é a otimização e o funcionamento económico do nosso sítio Web.

 

A ligação ao Google estabelecida quando acede ao nosso sítio Web permite ao Google determinar a partir de que sítio Web foi enviada a sua consulta e para que endereço IP deve ser transmitida a apresentação do tipo de letra.

X. Google Maps

Utilizamos o Google Analytics, um serviço de análise da Web fornecido pela Google Inc ("Google"). A Google utiliza cookies. A informação gerada pelo cookie sobre a utilização da oferta online pelo utilizador é normalmente transmitida a um servidor da Google nos EUA e aí armazenada.

 

A Google utilizará estas informações em nosso nome para analisar a utilização da nossa oferta online pelos utilizadores, para compilar relatórios sobre as actividades no âmbito desta oferta online e para nos fornecer outros serviços associados à utilização desta oferta online e à utilização da Internet. Podem ser criados perfis de utilizador pseudonimizados a partir dos dados processados.

 

Apenas utilizamos o Google Analytics com a anonimização de IP activada. Isto significa que o endereço IP dos utilizadores é truncado pela Google nos estados membros da União Europeia ou noutros estados signatários do Acordo sobre o Espaço Económico Europeu. Só em casos excepcionais é que o endereço IP completo é transmitido para um servidor da Google nos EUA e aí truncado. O endereço IP transmitido pelo browser do utilizador não será fundido com outros dados da Google.

 

Os utilizadores podem impedir o armazenamento de cookies, configurando o software do seu navegador em conformidade, e também impedir a recolha de dados gerados pelo cookie e relacionados com a sua utilização da oferta online à Google e o processamento destes dados pela Google, descarregando e instalando o plug-in do navegador disponível na seguinte ligação. http://tools.google.com/dlpage/gaoptout?hl=de.

 

Para mais informações sobre a utilização de dados para fins publicitários pela Google, opções de definição e de objeção, consulte os sítios Web da Google. https://www.google.com/intl/de/policies/privacy/partners/ ("Utilização de dados pela Google quando o utilizador utiliza o sítio Web
de 10/12 sítios Web ou aplicações dos nossos parceiros"), http://www.google.com/policies/technologies/ads ("Utilização de dados para fins publicitários"), http://www.google.de/settings/ads ("Gerir informações que a Google utiliza para lhe fornecer
sob https://adssettings.google.com/authenticated e
https://policies.google.com/privacy mais informações, nomeadamente sobre as possibilidades de impedir a utilização dos dados.

 

Pode impedir a recolha dos seus dados pelo Google Analytics clicando na seguinte ligação. Será definido um cookie de exclusão para impedir a recolha dos seus dados em futuras visitas ao nosso sítio Web: Desativar o Google Analytics.

XI. Análise da Web através do Google Analytics

O nosso sítio Web utiliza funções do "Google Maps", que é operado pela Google Inc., 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043, EUA.

 

Em geral, sempre que utiliza as funções do "Google Maps", são processados dados e definições do utilizador, que são criados sob a forma de cookies. Salvo indicação em contrário nas definições do seu navegador, estes geralmente não são eliminados imediatamente quando sai do sítio Web, mas são armazenados durante um determinado período de tempo, a menos que os elimine manualmente.

A prevenção da transmissão de dados é possível através da desativação do Java Script no seu browser, o que, no entanto, tem como consequência que as funções do "Google Maps" só podem ser utilizadas de forma limitada ou, em geral, deixam de ser utilizáveis.

 

Pode encontrar descrições detalhadas dos dados recolhidos pela "Google" e explicações sobre a forma como a "Google" e o "Google Maps" tratam as questões relativas à proteção de dados em
http://www.google.de/intl/de/policies/terms/regional.html

 https://www.google.com/intl/de_de/help/terms_maps.html.

XII. Plug-in do YouTube

O nosso sítio Web utiliza os chamados plugins do sítio Web do YouTube, que é operado pelo YouTube, LLC, 901 Cherry Ave, San Bruno, CA 94066, EUA.

 

Quando visita uma página do nosso sítio Web que contém um plug-in deste tipo, o seu browser estabelece uma ligação direta aos servidores do YouTube. Isto indica ao YouTube quais as nossas páginas que visitou.

 

Assim, o YouTube pode atribuir o seu comportamento na Web ao seu próprio perfil, se tiver sessão iniciada na sua própria conta do YouTube. Para evitar isto, é necessário terminar a sessão no YouTube antes de utilizar o plugin.

 

Pode encontrar explicações sobre a forma como o YouTube lida com a proteção de dados em https://www.google.de/intl/de/policies/privacy.

XIII Google AdWords e Controlo de conversões do Google

O nosso sítio Web utiliza o Google AdWords. O fornecedor é a Google Inc, 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043, U.S.A..

 

O AdWords é um programa de publicidade em linha. Como parte do programa de publicidade online, trabalhamos com o controlo de conversões. Depois de clicar num anúncio colocado pelo Google, é definido um cookie para o controlo de conversões. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que o seu navegador de Internet armazena no seu dispositivo final. Os cookies do Google AdWords perdem a validade ao fim de 30 dias e não são utilizados para identificar pessoalmente os utilizadores. O cookie permite à Google e a nós reconhecer que o utilizador clicou num anúncio e foi redireccionado para o nosso sítio Web.

 

Cada cliente do Google AdWords recebe um cookie diferente. Os cookies não podem ser rastreados através dos sítios Web dos clientes do AdWords. Os cookies de conversão são utilizados para criar estatísticas de conversão para os clientes do AdWords que utilizam o controlo de conversões. Os clientes do AdWords ficam a saber quantos utilizadores clicaram no seu anúncio e foram encaminhados para páginas com uma etiqueta de seguimento de conversões. No entanto, os clientes do AdWords não recebem qualquer informação que permita a identificação pessoal dos utilizadores. Se não pretender participar no rastreio, pode opor-se à sua utilização. Neste caso, o cookie de conversão deve ser desativado nas definições do utilizador do browser. Isto também impede a inclusão nas estatísticas de controlo de conversões.

 

O armazenamento de "Conversion-Cookies” baseia-se no art. 6, par. 1 lit. f do RGPD. Como operador do sítio Web, temos um interesse legítimo em analisar o comportamento dos utilizadores para otimizar o nosso sítio Web e a nossa publicidade.

 

Os pormenores sobre o Google AdWords e o Controlo de conversões do Google podem ser consultados na política de privacidade do Google: https://www.google.de/policies/privacy/.

 

Com um navegador Web moderno, pode monitorizar, restringir ou impedir a definição de cookies. A desativação de cookies pode resultar numa funcionalidade limitada do nosso sítio Web.

XIV: Conversa em direto

Utilizamos um chat ao vivo no nosso website fornecido pela empresa Userlike UG (haftungsbeschränkt), Probsteigasse 44-46, 50670 Colónia, Alemanha. Pode utilizar o chat ao vivo como um formulário de contacto para conversar com os nossos funcionários quase em tempo real. Os dados pessoais são recolhidos quando se inicia a conversação.

 

  • Data e hora da chamada,
  • Tipo/versão do navegador,
  • Endereço IP,
  • sistema operativo utilizado,
  • URL do sítio Web visitado anteriormente,
  • Quantidade de dados enviados.
  • Nome próprio, apelido
  • Endereço eletrónico

 

Dependendo do desenrolar da conversa com os nossos colaboradores, podem ser recolhidos outros dados pessoais no chat e introduzidos por si pessoalmente. A natureza destes dados depende em grande medida do seu pedido de informação ou do problema que nos descreve.

 

Todos os nossos funcionários receberam e continuam a receber formação em matéria de proteção de dados e receberam instruções sobre o tratamento seguro e confidencial dos dados dos clientes. Todos os nossos colaboradores são obrigados a manter a confidencialidade e assinaram uma adenda nos seus contratos de trabalho à obrigação de manter a confidencialidade e respeitar a proteção de dados.

Ao aceder ao sítio Web userlike.como widget de chat é carregado sob a forma de um ficheiro JavaScript do AWS Cloudfront. O widget de chat representa tecnicamente o código fonte que é executado no seu computador e ativa o chat.

 

Além disso, Userlike armazena o histórico de chats ao vivo. O objetivo disto é poupar-lhe o trabalho de ter de fornecer detalhes extensivos sobre a história do seu inquérito e assegurar um controlo de qualidade constante do nosso serviço de chat ao vivo. Se não desejar que isto aconteça, pode informar-nos utilizando os dados de contacto abaixo. As conversas em direto guardadas serão imediatamente apagadas por nós.

XV: Ferramenta de consentimento de cookies

Utilizamos a ferramenta de consentimento "Real Cookie Banner" para gerir os cookies e tecnologias semelhantes utilizadas (pixéis de rastreio, web beacons, etc.) e os respectivos consentimentos. Pode encontrar pormenores sobre o funcionamento da "Real Cookie Banner" em https://devowl.io/de/rcb/datenverarbeitung/.

 

A base legal para o tratamento de dados pessoais neste contexto é o Art. 6, n.º 1 lit. c do RGPD e o Art. 6, n.º 1 lit. f do RGPD. O nosso interesse legítimo é a gestão dos cookies e tecnologias semelhantes utilizadas e os respectivos consentimentos.

 

O fornecimento de dados pessoais não é contratualmente exigido nem necessário para a celebração de um contrato. O utilizador não é obrigado a fornecer os dados pessoais. Se não fornecer os dados pessoais, não poderemos gerir os seus consentimentos.

 

XVI: WhatsApp Business

Oferecemos aos nossos clientes a possibilidade de nos contactarem através do serviço de mensagens WhatsApp. Se nos contactar através do serviço de mensagens WhatsApp, estará automaticamente a fornecer-nos o seu número de telemóvel.

 

Não comunicaremos com o utilizador através do serviço de mensagens sem o seu pedido ou contacto prévio através do serviço de mensagens.

 

As declarações legais (como ofertas, contratos ou alterações contratuais) não são feitas através do WhatsApp e não podem ser aceites.

Se nos contactar através do serviço de mensagens, processaremos os seus dados na medida do necessário para processar ou responder ao seu pedido. Isto é feito com base no seu consentimento, de acordo com o Art. 6, parágrafo 1, frase 1, alínea a) do RGPD e, no caso de início contratual ou pré-contratual, de acordo com o Art. 6, parágrafo 1, alínea b) do RGPD.

 

São processados vários tipos de dados quando o utilizador utiliza o serviço de mensagens. O âmbito dos dados depende, em primeiro lugar, das informações fornecidas no seu pedido/mensagem, tais como Apelido, nome próprio, endereço, endereço eletrónico, número de telefone.

 

Eliminamos estes dados logo que deixem de ser necessários para efeitos de tratamento e não existem períodos de retenção que impeçam a sua eliminação.

 

Além disso, os dados também são processados diretamente pelo serviço de mensagens WhatsApp Business, que podem incluir, por exemplo Dados de utilização (interesses, tempos de acesso), metadados (informações do dispositivo, endereço IP)

 

Para obter informações mais detalhadas, consulte a política de privacidade do WhatsApp Business em https://www.whatsapp.com/privacy

 

Política de privacidade do sítio Web www.konferenztechnik.de, a partir de janeiro de 2024

 

Para enviar uma mensagem rápida e fácil através do WhatsApp, clique aqui:

(*) Ao clicar no botão Continuar, aceita que os seus dados (em especial o número de telefone e o nome) sejam transmitidos ao Facebook e ao WhatsApp para efeitos de contacto.

Para mais informações sobre a nossa proteção de dados, consulte aqui:

konferenztechnik.de/data-protection

Aguardamos com expetativa a sua candidatura!

Basta enviar-nos uma breve candidatura por correio eletrónico para: Gunnar Hermenau
hermenau@konferenztechnik.de

Envie-nos a sua candidatura em ficheiro PDF. Agradecemos uma breve carta de motivação, um CV e certificados relevantes –, se disponíveis.

Se tiver mais alguma questão, contacte Gunnar Hermenau através do número : 030 6959690 14 ou por correio eletrónico.